Aphyosemion australe, um dos raros espécimes que é conhecido por nome popular: "cauda de lira".

Os killifishes são constituídos de diversas variedades, cuja principal característica é de se desenvolverem em poças de água , perenes ou temporárias. A palavra killifish vem do holandês antigo, do inicio da colonização dos Estados Unidos, quando os primeiros habitantes das proximidades de onde hoje é Nova Iorque chamavam esses peixinhos de “peixes de poça”, ou “peixes de riachos” que, na linguagem deles, era Killiefish.


São os peixes mais coloridos de água doce, com enorme variedade de formas e tamanhos e estão espalhados pelas América e África, principalmente, mas também na Ásia e Europa. Fora da natureza, são mantidos por uma comunidade internacional de admiradores, reunidos em clubes e são normalmente reconhecidos pelos nomes científicos. Assim, de início, o proprietário ou criador, vai enfrentar alguma dificuldade para fixar os nomes dos belíssimos exemplares encontrará. Há um código de ética entre os criadores, que rejeita os cruzamentos híbridos e que valoriza o conservacionismo.

Uma das particularidades dos killies é que são trocados, raramente vendidos, seja na forma de peixes, seja por seus ovos, o que permite que sejam facilmente enviados pelo correio, prática que, ainda que corrente, é proibida em nosso País.

Em geral, muito resistentes, costumam habitar pequenos aquários, sem filtragem ou outras exigências.