Mecânica

Básico

O guppy é ovovivíparo, ou seja, os ovos são fertilizados no corpo da mãe e ali mantidos, até o momento do nascimento. As fêmeas atingem a Fêmea guppymaturidade sexual aos três meses. A gestação é de 22 a 26 dias, sendo o intervalo entre os partos um pouco maior. As ninhadas, em geral, são de 30 a 60 filhotes, podendo variar em ambos os sentidos. A quantidade de filhotes depende, entre outras coisas, do tamanho da fêmea e da qualidade da alimentação. Há criadores que atingem valores médios mais elevados, selecionando e reproduzindo apenas as mais prolíficas. A proporção é de 50% para cada um dos sexos. A primeira gestação, independente de outros fatores, normalmente produz poucos filhotes. A fêmea grávida fica "gorda" como a da figura ao lado.

Canibalismo

O canibalismo dos filhotes é comum na espécie, dependendo das linhagens. Há mães que ignoram os filhos, há as que os devoram prontamente. Alguma forma de proteção deve ser providenciada, seja através de plantas densas, sejam telas, escorredores plásticos de macarrão ou qualquer outro dispositivo que sirva de abrigo. Não empregue as criadeiras comerciais, pequenas, vendGuppy Pastelidas em lojas, pois que são motivo de estresse e, assim, da suscetibilidade a moléstias.

Um macho pode fertilizar, confortavelmente, de 3 a 5 fêmeas, sendo essa proporção mais adequada para elas, visto que o incessante cortejo deles também pode estressá-las. Dois machos por aquário é uma medida de boa cautela, para o raríssimo evento de um deles ser estéril.

Reserva de Sêmen

Depois de fertilizada, a fêmea prescinde do macho para conceber, tendo ninhadas sucessivas, com base em esperma armazenado. Mas criadores experientes recomendam não ultrapassar três gestações sem concurso de um reprodutor, para que a fêmea não se torne indisponível para cruzamentos. Havendo um novo cruzamento com macho diferente, os próximos filhotes costumam ser, em sua totalidade, desse último macho.

É possível, com a prática, determinar com muita aproximação a data do parto. Não apenas pelo volume da barriga da fêmea, mas também pela formação dos filhotes, mais visíveis em variedades de corpo mais claro, e pelo seu comportamento. O parto pode durar algumas horas, sendo melhor deixar a fêmea separada por, pelo menos, oito horas. Uma boa prática é controlar a data do parto de cada fêmea, colocando-a em local apropriado a partir do vigésimo dia.

Arranjo

Ao reproduzir, o melhor é colocar os machos no aquário em um dia, e as fêmeas no dia seguinte. Dessa forma, os machos terão prioridade territorial e serão poupados de tentativas de "ataques" das fêmeas, que poderão prejudicar suas caudas.

AOC LeopardoEvite transferir os peixes adultos para um aquário com água completamente nova, mesmo que descansada. O novo aquário deve ter a maior parte da água retirada de um aquário já estabelecido e saudável, preferentemente do mesmo aquário de que os exemplares estão sendo trazidos.

O aquário deve contar com alguma forma de filtragem e de aquecimento, se necessário. O ideal é que haja algo como cinco litros de água por peixe, embora essa proporção possa ser reduzida até o mínimo de um litro, com bom manejo e filtragem ou até dois, sem filtragem.