Introdução

Filhotes de guppy começam a nadar quase que imediatamente após o nascimento.

 

Há um consenso entre os criadores de que o primeiro mês determina o futuro de um exemplar. Filhotes devem contar com um aquário próprio, preferencialmente limitado a uma ninhada, de modo a permitir a identificação das virtudes reprodutivas dos pais.

 

No início, o aquário não deve ser grande, para que possam encontrar o alimento com facilidade. Para uma ninhada, 30 litros é uma bom volume.

Limpeza

O segredo do bom desenvolvimento é um somatório de genética, alimento e ambiente. Uma alimentação perfeita será comprometida pela poluição da água. Portanto, cuide de manter o ambiente dos peixes o mais limpo possível, não apenas recolhendo os excessos do fundo, mas promovendo trocas frequentes de água limpa e condicionada.

 

Limpeza, neste caso, não se resume a falta de detritos, mas tem o sentido geral de incluir a filtragem biológica, que remove elementos invisíveis como a amônia, nitrito, nitrato...

 

Trocas de Água

Semanalmente, senão mais frequentemente, deverão ser realizadas trocas parciais de água, na base de 30 a 50%. Com os filhotes, mais intensamente alimentados, isso é especialmente importante.

Registros

Há canetas próprias para anotação em vidro, compre uma delas, ou mais, de diversas cores, e anote no vidro frontal do aquário a data do nascimento, a quantidade de filhotes, a variedade a que pertencem e quem foram os pais, pelo menos, para que possa acompanhar seu crescimento mais objetivamente.

Temperatura

A temperaturas mais elevadas o metabolismo se acelera e há ganho de crescimento, mas 24°C é um bom parâmetro, salvo se a temperatura ambiente estiver naturalmente mais elevada. Nessa temperatura seus filhotes vão crescer mais lentamente, mas o farão durante mais tempo e terão uma maior expectativa de vida. Se não puder administrar sua paciência, eleve a temperatura em alguns graus, para que cresçam mais rápido.

 

Na página sobre Alimentação de Filhotes há uma tabela que fornece parâmetros de medidas do corpo do guppy, para mero cotejo, visto que o tamanho e a taxa de crescimento dependem da variedade e da linhagem.

 

Considere que a maior intensidade de alimentação, Filhote de guppyrequer um bom sistema de filtragem, feito por filtros internos de esponja ou caixa, para que os filhotes não sejam sugados, o que é possível em outros modelos. Dois filtros por aquário é uma boa alternativa, pois permite a limpeza em dias diferentes, sem queda na eficiência.

Criadores organizados, vão preparar antecipadamente esses filtros, mantendo-os em aquários já povoados durante uns quinze dias, pelo menos.

As trocas de água devem ser frequentes, se possível diariamente, sendo 10 ou 20% uma quantidade razoável, que em filhotes poderá até ser maior. A troca deve ser feita por sifonamento de quaisquer sobras de alimento e detritos existentes. Com filhotes pequenos, é melhor sifonar com uma mangueirinha de ar, para evitar que sejam sugados. Se o calibre do sifão for maior, adapte uma tela de tule na ponta dele. Ainda assim, a água retirada, por medida de boa cautela, deve ser vertida em um balde, que permita verificar algum foi pescado involuntariamente.

Sexagem

Ao final do primeiro mês, já inicia o dimorfismo sexual, e, nessa oportunidade, um Fêmea com ponto gravídico novo aquário deve ser preparado para as fêmeas. Os machos serão mais facilmente reconhecidos pelo maior desenvolvimento das nadadeiras caudais e dorsais, bem como pela falta do ponto gravídico (gravidity spot), que neles é substituído pelo gonopódio. As cores podem começar a surgir nessa época, embora em alguns casos demorem mais para se mostrar completamente.

Separados os sexos, haverá economia da energia que começaria a ser devotada ao namoro, permitindo que ainda haja concentração no desenvolvimento. Aos três meses, e até um pouco antes, as fêmeas se tornam férteis. Se forem fecundadas, vão canalizar energia para a geração de filhotes e podem atingir um menor tamanho final. Lembre-se de que o tamanho é importante para a quantidade de filhotes que poderão gerar no futuro, em cada ninhada. E, além disso, o tamanho é um dos atributos mais pontuados em uma fêmea, no padrão de julgamento de shows.

 

Quaisquer filhotes que apresentem defeitos devem ser rejeitados, tão logo se tornem evidentes.